Já se havia constatado a valiosa colaboração de religiosas, na Colônia de Alto Alegre, e já se planejava obter uma comunidade de Irmãs para a Colônia do Prata… Mas, o Massacre protelava a execução daquele projeto, ate que, em 1903, foi firmado um contrato, entre o Governo do Pará o Superior Regular da Missão Capuchinha , sendo exigido, por uma da clausulas, que o Servo de Deus obtivesse religiosas para assumir o Colégio Feminino. Com tal objetivo, Frei João Pedro foi ao nordeste e ao Sudeste. No Rio de Janeiro conseguiu Irmãs Franciscanas que se prontificavam a assumir aquela obra, em santo Antônio do Prata. Mas , quando tudo estava preparado, o Servo de Deus foi avisado que elas não mais viriam…

Fracassaram  outras tentativas, mas, após muita oração, dialogo e aconselhamento, concluiu-se que ela deveria fundar uma vocacionadas de Canindé CE, membros da OFS e, também, catequistas dedicadas, na Paroquia. Deixando a família e a cidade, foram ate Belém, onde orientadas pelo Servo de Deus, elas se preparam para ingressar na vida religiosa.