Eng. Dario Gaiani

//Eng. Dario Gaiani

Eng. Dario Gaiani

Nome da pessoa agraciada – Eng. Dario Gaiani

Diocese – Parrocchia Santo Stefano

Endereço – Sesto San Giovanni – Milano Italia

Telefone –

Graça obtida:

Irmãs Missionárias Capuchinhas em Cristo e em São Francisco.

Desejo comunicar o que segue, com alegria e como testemunho para a causa de frei João Pedro Recalcati, de Sexto São João.

No período de 5 a 11 de julho de 2012, meu pai, de 87 anos de idade, que sempre sofreu de úlceras no estômago e gastrite, muitas vezes se queixou de dificuldades de digestão e depois falta de apetite, com dores na parte esquerda do estômago. No dia 12 de julho fez, espontaneamente, um exame  endogastroscópico  (EGDS) com biópsia. Na mesma data, soube-se o resultado que, entre outras coisas, atestava:

“na região angular, lesão de úlcera de forma irregular com margens irregulares e duras, com rigidez e infiltração sobre a pequena curva até o piloro…”

O médico endoscopista me chamou à parte e me manifestou suas preocupações, com fotos da EGDS, a respeito da alta probabilidade de que meu pai poderia ter o desenvolvimento de um tumor no estômago, devido a uma úlcera que se abriu de novo e degenerava os tecidos abaixo e que precisava de uma intervenção cirúrgica. Na tarde do mesmo dia, fui falar com a doutora de família que confirmou as preocupações do médico endoscopista.  Na mesma noite, comecei a rezar a Deus com a intercessão de frei João Pedro, e na noite de 12 de julho, percebi a força interior de entregar à intercessão do Servo de Deus a saúde de meu pai, pedido que fiz via e-mail. Na paróquia, uma irmã na fé que zela pela causa de beatificação de frei João Pedro, mandou celebrar várias missas com as mesmas minhas intenções e falou diretamente com o pároco. No dia 18, me foi entregue o êxito da biopsia feita no dia 13 de julho! No resultado assim se declarava, entre as outras coisas:

“…ausência de metaplasia intestinal”, em poucas palavras: nenhum tumor aparecia em formação ou latente, presente nos tecidos. Uma nota à margem, escrita pelo médico endoscopista, aconselhava repetir o exame EGDS e biópsia associada. Isso feito uma semana depois. No período entre os dois exames continuamos a rezar e a mandar celebrar missas, nas mesmas  intenções pela intercessão do Servo de Deus, a respeito da saúde de meu pai.

No período entre 13 e 20 de julho começou comer de tudo, digere bem e não tem mais dores na parte esquerda do estômago-intestino.

No dia 20 de julho, foi refeito o exame EGDS onde se declarava entre as outras coisas.:

“ ..estômago bem distensível, com duas úlceras planas adjacentes de 6 mm de diâmetro na sede angular com mucosa granulosa..” Além disso, as fotografias anexadas fizeram dizer à doutora de família que o resultado  parecia de uma outra pessoa e não de meu pai. Nesse diagnóstico não aparece mais a palavra: lesão ulcerativa irregular.. que criava as citadas preocupações. Permaneciam e permanecem somente úlceras gástricas que estão ali há 60 anos! No dia 27 de julho, fui ao hospital perguntar por que ainda não tinham chamado para esse segundo resultado, embora fosse pedido de urgência; como na vez passada, me disseram que o médico estava de férias. Se nós do hospital não chamamos é porque vai tudo bem e pode retirá-lo também no mês de setembro após as férias! No dia 3 de setembro, fui ao hospital para retirar o resultado da biópsia feita no dia 1 de agosto. A doutora,  que fez a biópsia,  disse logo que não havia nenhum perigo e que o resultado  pode-se considerar negativo. Permanecem, como já disse situações de úlceras pregressas e datadas no tempo a serem controladas por precaução, a metaplasia reapareceu no resultado  da biópsia, mas deve ser considerada estabilizada na porcentagem de 10-20% da massa analisada; isto é, nenhum perigo de tumor em formação. A equipe aconselhou que meu pai verificasse ulteriormente,  daqui a alguns meses,  a situação gástrica com um novo exame. Mas deve ser reforçado que até hoje meu pai continua bem: não tem mais dores no estômago e não se queixa de difícil digestão. Durante o verão e ainda hoje, continua a comer de tudo sem problemas.  Ele agradece a todos os que rezaram por ele.

By | 2017-04-02T01:38:09+00:00 outubro 8th, 2012|Graças Alcançadas|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment